Produtos e Soluções

Powerlink 840


Modem SHDSL com tecnologia digital (Padrão TELEBRÁS) de alta performance Multi-rate e Multi-interface, voltado para linhas privativas de Comunicação de Dados de 2 ou 4 fios, com taxas de 64 Kbps a 5696 Kbps a dois fios, ou ainda, de 64 Kbps a 11392 Kbps a quatro fios, configuráveis em passos de 64 Kbps.

O modem 4 fios pode operar como dois modens 2 fios independentes. O modem A opera em 2 fios através do canal A (109A) e o modem B também opera em dois fios através do canal B (109B), ambos com interfaces digitais independentes.

Aplicações


 
Modelos Disponíveis:
• 2F GV SHDSL 2 fios com interfaces G.703/704 e V.35/V.36
• 4F GV SHDSL 4 fios com interfaces G.703/704 e V.35/V.36
• 2F GVE SHDSL 2 fios com interfaces G.703/704,V.35/V.36 e Ethernet 10/100
• 4F GVE** SHDSL 4 fios com interfaces G.703/704,V.35/V.36 e Ethernet 10/100
• 2F GGV SHDSL com 2 interfaces G.703/704 e V.35/V.36
• 4F GGV** SHDSL 4 fios com 2 interfaces G.703/704 e V.35/V.36

Opcionais Disponíveis:
T - Conversor de interfaces
W - Wetting Current
D - Dying Gasp
Os modelos 4 fios podem operar no modo backup, onde a transmissão de dados se dá por uma linha e a outra entra em operação na ocorrência da de falha da linha principal.
** Estes equipamentos, quando operados no modo 2 fios, possuem a facilidade de operação como 2 modens independentes por cartão.

Tipos de Operação:
Ponto a ponto síncrono full-duplex a 2 fios
Ponto a ponto síncrono full-duplex a 2 ou 4 fios

Meio de Operação:
Linha Privativa de Comunicação de Dados, LPCD tipo B, conforme Prática TELEBRÁS 225-540-713

Tecnologia de Linha:
Canal TC-PAM (Trellis Coded Pulse Amplitude Modulation) com 16 níveis (16PAM)
Canal TC- PAM (Trellis Coded Pulse Amplitude Modulation) com 32 níveis (32PAM)

Facilidades de Testes:
• Laço Analógico Local
• Laço Digital Local
• Laço Digital Remoto

Configuração e Monitoramento:
A configuração do modem é feita através de estrapes e dips, via console (ANSI/VT1008N1) ou ainda via gerenciamento TELEBRÁS (225.540.781), exceto a configuração física da interface digital, que é feita exclusivamente por estrapes.
A operação e a monitoração do equipamento podem ser realizadas através do console e/ou gerenciamento remoto simultaneamente, sem interrupção de um ou outro.

Impedância de Saída: 135 ohms

Velocidade de Operação:
• De 64 Kbps a 2048 Kbps em passos de 64 Kbps em G.703 a 2 Mbps.
• De 64 Kbps a 5696 Kbps (2 fios) ou 11392 Kbps (4 fios) em passos de 64 Kbps em V.35/V.36 ou Ethernet.
Os mesmos limites se aplicam com qualquer combinação de interfaces operando simultaneamente.

Desempenho:
Para velocidades básicas, sobre pares metálicos bitola 0,40mm (26AWG) sem ruído, para taxa de erros menor que 10 -7.
Estes Valores foram obtidos utilizando o simulador de linha DSL400BR.

Condições Ambientais de Operação:
Temperatura de operação: 0°C a 65°C
Umidade Relativa: até 95% não condensada
  Normas ABNT:
• NBR 13414: Circuito de interconexão entre equipamento terminal de dados (ETD) e equipamento de comunicação de dados (ECD).
• NBR 13415: Circuito de interconexão desbalanceado para velocidades de transmissão do sinal de dados até 100 Kbps.
• NBR 13416: Circuito de interconexão balanceado para velocidade de transmissão do sinal de dados até 10 Mbps.

Normas ITU:
• ITU-T G.703: Physical/electrical characteristics of hierarchical digital interfaces.
• ITU-T G.704: Synchronous frame structures used at 1544 Kbps, 6312 Kbps, 2048 Kbps, 8448 Kbps and 44736 Kbps hierarchical levels.
• ITU-T G.823: The control of jitter and wander within digital networks which are based on the 2048 Kbps hierarchy.
• ITU-T G.991.2: Single-pair high-speed digital subscriber line (SHDSL) transceivers.
• ITU-T G.994.1: Handshake procedures for Digital Subscriber Lines (DSL) transceivers.

Resoluções Anatel:
Anexo à resolução nº 442-Regulamento para certificação de equipamentos de telecomunicações quanto aos aspectos de compatibilidade eletromagnética.
Anexo à resolução nº 238 - Regulamento para a certificação de equipamentos de telecomunicações quanto aos aspectos de segurança elétrica.

Práticas TELEBRÁS:
• 225-540-780: “Especificações Gerais para compatibilidade de cartões de circuito impresso, fonte de alimentação, cartão de controle e sub-bastidor para modens padrão gerenciavél”.
• 225-540-781: “Especificações gerais de estrutura de uma rede de gerenciamento para modens padrão”.
• 240-600-70: Condições ambientais aplicáveis a equipamentos de telecomunicações e equipamentos auxiliares.
• 225-540-730: Especificações gerais de circuitos de interconexão entre equipamento terminal de dados (ETD) e equipamento de comunicação de dados (ECD).

Consumo:
O consumo é dependente de vários fatores, entre os quais: números de interfaces ativas, operação a 2 ou 4 fios,taxa e distância na linha e facilidades disponíveis no modelo.

Para os modelos abaixo, temos:
• Interface GV- 2 fios: 3,5W
• Interface GV/TWD- 4 fios: 7,4W
Interfaces Digitais
• V.35 padrão ISO2110 Amd.1 ou TELEBRÁS 225-540-736
• V.36 Padrão ISO2110 Amd.1 ou TELEBRÁS 225-540-736
• G.703 2048 Kbps com indicação luminosa de erro CRC-4 (75ohms e 120 ohms, selecionável via estrape)
• Ethernet 10/100 Mbps/s half/fullduplex, auto sense, auto MDI/MDI-X.

Normas IEEE:
IEEE 802.3: Telecommunications and information exchange between systems-local and metropolitan area networks-specific requirements, part 3: carrier sense multiple access with collision detection (CSMA/CD) access method and physical layer specifications.

Dimensões L x A x P (mm): 177 x 16,8 x 316,5

Peso: 250 gramas
     
 
Projeto Pescar
© Parks - Todos os direitos reservados